Home / Saúde / Atibaia realiza avaliação para identificar focos de reprodução do mosquito Aedes aegypti

Atibaia realiza avaliação para identificar focos de reprodução do mosquito Aedes aegypti

Prefeitura reforça importância da mobilização de toda a população contra
o Aedes aegypti, que transmite a Dengue, o Zika Vírus e a Febre Chikungunya

Uma avaliação que identifica focos de reprodução do Aedes aegypti e define estratégias de prevenção e combate ao mosquito está em andamento em Atibaia. A Avaliação de Densidade Larvária – ADL, realizada pela Prefeitura, acontece em áreas urbanizadas estabelecidas pela Secretaria de Saúde, com vistoria de centenas de imóveis em cada região da cidade.

A metodologia faz parte do Programa Nacional de Combate às Arboviroses, do Ministério da Saúde, e consiste em uma amostragem de imóveis vistoriados para a obtenção de informações objetivando o cálculo de índices de infestação do Aedes aegypti, além de dados sobre os recipientes encontrados.

A partir do sorteio – por meio de sistema eletrônico – de quarteirões, os imóveis (residenciais e comerciais) são verificados em toda a área interna e externa, coletando-se separadamente amostras dos recipientes encontrados com larvas e listando possíveis criadouros.

Segundo a Secretaria de Saúde, cada uma das regiões analisadas conta com um perfil distinto e requer, portanto, abordagens diferentes e específicas para o controle do Aedes aegypti. Há áreas em que a maioria das residências têm piscinas; outras cujos imóveis registram muitos vasos de plantas; outras com grande incidência de materiais inservíveis; entre inúmeros exemplos.

A Secretaria de Saúde ressalta que contra a Dengue, o Zika Vírus e a Febre Chikungunya não há vacinas. A identificação e eliminação dos focos do Aedes aegypti, mosquito transmissor dessas doenças, representam a única maneira de se prevenir contra elas.

É fundamental que as equipes de Pronto Atendimento, Pronto Socorro, Postos de Saúde e Consultórios façam suspeita de Dengue reconhecendo sinais da doença e de gravidade, orientem os pacientes para repouso, hidratação e cuidados, e solicitem a sorologia confirmatória a partir do sétimo dia de febre. Essas providências contribuem para reduzir o risco de morte.

Atualmente, a situação epidemiológica no município está controlada, mas a postura é de alerta porque os casos estão aumentando em todo o Estado de São Paulo, especialmente na região oeste. Em Atibaia, até o momento, 12 casos de Dengue foram confirmados (sete laboratorialmente e cinco clinicamente), 21 estão sendo investigados e 17 já foram descartados.

Diante disso, a Prefeitura reforça a importância da mobilização de toda a população a fim de garantir, no município, a redução de possíveis criadouros de Aedes aegypti. Conforme a Secretaria de Saúde, se cada munícipe utilizar apenas 10 minutos por semana para vistoriar o seu próprio imóvel é possível vencer a batalha contra o mosquito.

A Prefeitura conta com a colaboração de toda a população nessa mobilização e também pede para que, após a identificação dos funcionários do Executivo, os munícipes permitam a entrada dos agentes em seus imóveis para vistoria e orientação, ressaltando que são observados apenas os possíveis criadouros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *