Home / Cidade / Estacionamento da Rua José Lucas está temporariamente liberado

Estacionamento da Rua José Lucas está temporariamente liberado

Obras de revitalização da via central aguardam validação de projetos
e deverão ser retomadas a partir do dia 20 de maio,
momento em que o estacionamento será proibido de forma definitiva

As vagas de estacionamento da Rua José Lucas estão temporariamente liberadas. A via vem passando por um processo de reurbanização desde junho do ano passado e enquanto a Prefeitura aguarda validação de projetos junto à Elektro e providencia ajustes técnicos, voltou a permitir o estacionamento de veículos de forma temporária, até o reinício das obras.

A previsão é de que no dia 20 de maio os serviços de revitalização da via sejam retomados, momento em que o estacionamento ao longo da Rua José Lucas será proibido de forma definitiva, conforme decisão sobre a restrição permanente para estacionamento compactuada entre Poder Público Municipal, comerciantes e Conselho Municipal de Turismo – Comtur.

A Administração Municipal se reuniu com comerciantes e moradores da região para discutir o projeto de revitalização da Rua José Lucas, especialmente a questão da proibição permanente de estacionamento.

Como já pontuado junto à comunidade, o Poder Executivo volta a esclarecer que a proibição de estacionamento na Rua José Lucas atende a um critério técnico da Elektro: há uma tubulação subterrânea com fiação embutida ao longo da via, condição que já era suficiente para inviabilizar o estacionamento de veículos no local e que foi sanada com a extinção das vagas.

Não bastasse esse impedimento, o projeto de revitalização em andamento ainda será responsável por embutir a fiação exposta, hoje, nos postes. Assim, em função dos requisitos técnicos apresentados pela Elektro, a proibição de estacionamento ao longo da Rua José Lucas terá que ser mantida durante e também após as obras, ou seja, será uma restrição definitiva.

Vale lembrar que a revitalização da Rua José Lucas foi discutida junto à população no âmbito do Comtur (órgão paritário composto por membros do Poder Público e da sociedade civil organizada), que aprovou o projeto proposto. A discussão e aprovação são requisitos para obras que contam com recursos do Dadetur, por isso a Prefeitura realizou diversos encontros junto ao Comtur, todos registrados em atas e documentos oficiais, e também se reuniu com comerciantes e moradores da região a fim de debater a proposta, coletar subsídios para a sua execução e esclarecer dúvidas dos munícipes.

Via histórica
A Rua José Lucas é uma das vias históricas mais importantes de Atibaia, contando inclusive com diversos prédios tombados, como as igrejas do Rosário e Matriz, o Centro Cultural André Carneiro e o Casarão Júlia Ferraz. Dessa forma, a Administração Municipal, em respeito à memória do município, preparou um projeto que resguarda o patrimônio e as tradições da cidade recuperando características antigas e, ao mesmo tempo, que atende à necessidade de revitalização urbana e paisagística da região, com embelezamento, otimização e melhor aproveitamento da via e dos espaços públicos existentes em toda a sua extensão.

O projeto
A revitalização da Rua José Lucas tem o propósito de embelezar e resgatar a identidade histórica do Centro. Diversas benfeitorias já podem ser observadas na região: intervenções na infraestrutura e paisagismo da Praça Claudino Alves (Praça da Matriz) e de seu entorno; implantação de novo coreto; melhorias no calçamento das praças, tanto em frente à Igreja da Matriz quanto ao lado do Centro Cultural André Carneiro; instalação de novos postes de iluminação ornamental e canteiros; e construção de uma espécie de playground, com brinquedos e espaço de lazer para as crianças (também ao lado do Centro Cultural André Carneiro).

Das benfeitorias já realizadas, destaque para a implantação do coreto, a exemplo do que já existiu na região antigamente, retirado em 2009. A população reivindicava a instalação de um novo coreto e a Administração Municipal, em respeito à memória do município, atendeu a esse pleito dos moradores.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *