Home / Colunistas / CERUME

CERUME

Sabe aquela substância pegajosa, de cor amarela amarronzada que fica dentro de nossos ouvidos? Ela é a cera, também chamada de cerume ou cerúmen.
Possuímos glândulas sebáceas que ficam no canal auditivo da orelha externa, são elas as responsáveis pela produção da cera.

Mas afinal, qual a função da cera? Ela serve para limpar, proteger e lubrificar o conduto auditivo. Funciona como uma proteção natural contra microrganismos, já que o ouvido é um órgão sensível e importantíssimo para nós. Além de evitar que a água ou outras substâncias indesejáveis como a poeira ou areia, por exemplo, entrem e fiquem acumulados nesse conduto.
Com o tempo, a cera tende a sair de nossos ouvidos naturalmente, já que a mastigação, os movimentos articulares e a própria descamação da pele do conduto auditivo externo ajudam a empurrar a cera “velha e suja”, justamente para ser eliminada, e assim ser “trocada” pela cera nova. Isso é um processo natural do nosso organismo.

Algumas pessoas sentem a necessidade de utilizar as hastes flexíveis após todos os banhos, mas isso é um perigo! As hastes empurram a cera “velha e suja” para dentro novamente e dão uma falsa sensação de limpeza. Com o tempo essa cera vai ficando acumulada e dura, obstruindo assim o canal auditivo externo, podendo gerar desde uma perca auditiva até o aparecimento de otites bacterianas. Vale ressaltar também, que o impacto das hastes contra a membrana do tímpano pode causar a sua ruptura. Lembrando que a membrana timpânica é muito sensível e essencial para a audição.

Jamais introduza hastes flexíveis ou qualquer outro objeto no canal auditivo. Para limpar o excesso de cera, quando a mesma sair naturalmente, passe a haste flexível apenas na parte externa da orelha e do canal, somente nas regiões que você enxerga. Uma dica é utilizar uma toalha enrolada no seu dedo indicador e passar nas orelhas para limpar. A toalha irá absorver a água e o excesso da cera, e não irá agredir seu conduto auditivo.

Procure um médico otorrinolaringologista para maiores esclarecimentos e orientações.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *