Home / Cidade / Prefeitura reforça campanha contra queimadas em Atibaia

Prefeitura reforça campanha contra queimadas em Atibaia

A Campanha “Queimada é crime!” alerta sobre danos ambientais e prejuízos à saúde causados pela prática

A utilização de fogo para a limpeza de terrenos e a queima de lixo são infrações ambientais passíveis de multa em Atibaia. Segundo a lei municipal nº 4606, de 11 de julho de 2018, a prática pode custar de R$ 570,95 a mais de R$ 38 mil – ou 150 a 10.000 UVRM (Unidade de Valor de Referência Municipal) – de acordo com a gravidade da infração, além da necessidade de promover a compensação ambiental. Atenta à chegada das estações mais secas do ano e o consequente aumento dos riscos de incêndios, a Prefeitura, em parceria com a associação SIMBiOSE, promove a Campanha “Queimada é crime!”, que procura conscientizar sobre os danos ambientais e prejuízos à saúde provocados pela utilização indevida do fogo.

Além dos danos causados ao meio ambiente — poluição do ar, aumento da liberação de poluentes como o dióxido de carbono (uma das principais causas do aquecimento global), redução da cobertura vegetal, destruição de habitats naturais, extinção de espécies da fauna e flora — as queimadas impactam sobre a saúde da população, agravando os problemas respiratórios e, consequentemente, piorando doenças que atacam o sistema respiratório como a Covid-19 e a Influenza. Se no curto prazo a exposição à fumaça e seus poluentes pode causar dificuldade para respirar, dor e ardência na garganta, rouquidão, dor de cabeça, lacrimejamento e vermelhidão nos olhos, no longo prazo, ela pode prejudicar os pulmões, os vasos sanguíneos e o sistema imunológico.

Na fumaça e fuligem geradas pelas queimadas e incêndios, além de poluentes como óxidos de nitrogênio, monóxido e dióxido de carbono, há minúsculos materiais particulados que podem ficar no ar durante dias e serem carregados para distâncias de milhares de quilômetros por fortes ventos. Essas partículas muitas vezes não medem mais do que 2,5 micrômetros (cerca de 30 vezes menor do que um fio de cabelo humano) e, quando inaladas, aumentam a inflamação e o estresse oxidativo, chegando a provocar danos genéticos nas células do pulmão. De acordo com um estudo publicado na revista Nature, o dano no DNA é tão grave que pode provocar incapacidade de sobrevivência ou a perda do controle celular, causando uma reprodução desordenada e evoluindo para câncer de pulmão.

Para coibir essa prática, a Administração Municipal conta com o apoio da população, que pode denunciar focos de incêndios pelos canais de atendimento da Ouvidoria Municipal ou acionar os bombeiros pelo telefone 193. As denúncias na Ouvidoria podem ser feitas no site https://atibaia.1doc.com.br/atendimento, pelo aplicativo WhatsApp – enviando uma mensagem para o número (11) 9.5610-4538 ou pelo link https://wa.me/message/JWH4MCM5SKROI1, ou ainda pelo aplicativo “1Doc Atendimento”, disponível gratuitamente nas lojas virtuais da Play Store (Android) e Apple Store (iOS).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *